terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz 2014!


E já que o mister FM deixou ao abandono aqui o blogue (a PS4 dá cabo de um homem!), deixo eu aqui expressos os desejos que 2014 seja um ano em cheio! Cheio de sorrisos, saúde, bom futebol, jantaradas das boas, gargalhadas, muitas loucuras e muitos, muitos sonhos realizados!

Feliz 2014!!!

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Diálogos Para Mais Tarde Recordar

FM
vais ao jantar de natal?
PF
vou
ja escolhi o bacalhau
FM
tou indeciso
nao me ta apetecer nada caralho
mas se for...acho que vou apanhar uma puta...
PF
entao anda
eu nao posso beber
FM
fdx
PF
bebes tu
FM
q e feito de ti caralho?!
nao podes beber
nao podes comer duas francesinhas no mesmo mês...
PF
a ultima bebedeira que apanhei foi em 2007
oh que caralho
FM
e o porto foi campeao no dia a seguir
queres melhor?
PF
nao foi essa
foi depois
essa foi a penultima
FM
nao foi nada em 2007
em cascais pode-se dizer que apanhamos a puta
e foi em 2009 acho
PF
pois foi
ficamos um bocado bebados
e a puta da gaja nao nos deu um copo a pala
grande puta pá
FM
que grande puta
PF
estava a dar o bolivia * uruguai
ou qq coisa assim
FM
ja nao me lembro do jogo
sei que era sul americano
so me lembro do boinas dos delfins estava lá a beber
PF
filho da puta
nao fomos la dizer que delfins é a maior merda do mundo?
nao sei como perdemos essa oportunidade
foda-se
FM
realmente...que falha!

sábado, 7 de dezembro de 2013

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Vergonhoso!!!

Eu tenho vergonha de ter este presidente da república, tenho mesmo...vergonha!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Ainda Há Esperança na Última Criança

Ao ler isto fico a pensar que ainda há esperança neste mundo. Bem sei que a marca em questão apenas fez isto para se promover e para ficar bem na fotografia, literalmente, mas estou-me a cagar para isso. Importante é que o pingo-doce resolveu um problema  a uma família, mesmo que temporariamente. Isso faz-me acreditar um pouco na humanidade.

Isto é o Futuro...e é Fantástico!

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

PS4 Day

Acho que está na altura de oferecer uma PS4 ao baby D para jogar, com os seus 13 meses!!!!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

sábado, 23 de novembro de 2013

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Bom Fim de Semana

Para ver em HD e ouvir bem alto!!!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Épico o....

Chamar à noite futebolística de ontem épica, única, memorável, etc. é apenas de quem não viveu os feitos que os adeptos do Porto têm vivido nos últimos anos. Quem não viveu o golo do Kelvin, quem não viu o Porto ser campeão sem luz, quem não viu Porto virar uma eliminatória da taça de portugal na luz, quem não viu Porto ganhar tudo e ser 7 vezes campeão nacional nos últimos 8 anos, isso sim é memorável e épico. O Golo do Kelvin foi épico, para contar aos netos, os 5-0 foram memoráveis!! Mas apesar da minha opinião, entendo que a opinião geral do país, ou dos seis milhões, é de que foi uma noite épica. Tem tudo haver com o grau de comparação e com a habituação de cada um.

O jogo de ontem foi um grande jogo de uma equipa que fez uma fase de grupos fraca e que se sujeitou a estar a lutar por um lugar quando não deveria, quando devia ter sido apurado em primeiríssimo lugar. Fomos fracos! Não ganhamos nada! 
Continuo a dizer que acho que Portugal fez um grande jogo e particularmente CR7, aliás, começo a gostar mais do CR7, pelo que tem feito na selecção, por todas as campanhas insultuosas que lhe têm sido feitas, começo a simpatizar com o homem. Mas continuo a achar o Messi o melhor jogador do mundo que eu vi jogar. Lembro-me do Maradona, mas já em decadência e com nariz muito queimado. Mas a verdade é que este ano o CR7 merece o prémio do Sr. Blatter. 

terça-feira, 12 de novembro de 2013

ZON está ON!!!

Eu nem gosto da ZON mas este anúncio está com muito bom nível.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Eu até nem gosto da casa dos segredos, nem sei quem é esta sra, mas merece aparecer aqui na tasca, tem qualidade!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Muito Bom!!!

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Little Garden

Confesso que não entendo como é que isto ainda acontece num país europeu, dito civilizado. Mais uma vez Alberto João Jardim, Albert John Garden para os amigos, mostrou do que é capaz para quem estivesse esquecido da máfia que ele é capaz.
O PSD perde as n+1 câmaras municipais na madeira e vai daí.....ordenou a execução das dívidas dessas mesmas câmaras. 
Há uns anos, quando lá estive a trabalho, uma pessoa que está lá a viver disse-me, acredito que seja verdade, que até há uns anos atrás havia uma câmara que não PSD. Esse município estava atrasadíssimo, não tinha dinheiro para mandar cantar um cego, nada era lá feito pelo governo regional porque a câmara não era da escumalhada deles..Claro que isto foi-me contado numa viagem de carro na ilha, porque ele admitiu que não tinha coragem para falar disto no restaurante onde estávamos a jantar porque tem medo que ouçam e houvesse represálias. 

Eu até essa altura pensava que não existia máfia em Portugal. Confesso que me enganei. Existe na Madeira e está bem clara nesta atitude do Albert Garden. Só não vejo a diferença entre isto que ele fez e os sicilianos andarem a cobrar dinheiro em troca de protecção. Não é a mesma coisa?!
A Madeira e os madeirenses não têm culpa do mafioso que lá têm, quer dizer...até têm porque há eleições e a não ser que sejam forjadas (serão?!) podem mudar quem lá está e quer-me parecer que está a mudar!

Que cena Fantástica!!!!

A propósito do post anterior... Hoje faz três anos que eu assisti a este jogo no Dragão com a princesa ML.

Mostrem isto aos Jogadores, treinadores, e até direção!!!

Ohhhh Meu Porto...

Estou para lá de fodido com a o meu FCPorto. Não entendo como é que uma equipa consegue jogar tão pouco futebol. A sério que não. Nas outras equipas eu consigo entender que isso possa acontecer, no MEU Porto, não! 
Eu vejo os jogos do FCPorto e são chatos, sem grande história. No campeonato é o que a gente sabe, temos a sorte de as equipas serem no geral muito fracas o que nos permite ganhar jogos sem saber ler nem escrever, porque normalmente jogamos mal. Quando uma equipa nos coloca as mínimas dificuldades como o Belenenses ou o seu batatal que nos apresentou, a equipa derrapa. Empatamos dois jogos para o campeonato em que tínhamos obrigação de ganhar e por muitos. Mesmo com os lagartinhos, apesar de termos jogado melhor que eles e termos merecido a vitória, fizemos um jogo pobre, em que tivemos a sorte do jogo, ao marcar logo a seguir ao empate deles. Na champions, mesmo o grupo sendo acessível, com o andar da carruagem, rapidamente se percebeu que não iríamos passar o grupo. E é esta parte que menos entendo. Bem sei que os russos tem o mesmo patrocinador que a UEFA, que eles dão-se ao luxo de comprar dois jogadores por cem milhões de euros, etc., mas não entendo a falta de ambição da equipa. Como é que aqueles jogadores não se transcendem ao jogar uma Champions League pelo grande FCPorto?! 
Com o meu lugar anual no Dragão posso dizer que nunca assobiei a minha equipa nem insultei um jogador do FCPorto.  Não que às vezes não mereçam, mas porque acho que isso simplesmente não ajuda nada. Também não critico quem o faça. Mas ao olhar para a nossa equipa não consigo ver o que se passa com o Jackson que mais parece um Postiga, os centrais do Porto andam.....distraídos (para ser simpático), o meio campo é pobre, enfim.. Mau está uma equipa quando os melhores jogadores em campo são os nossos laterais, que muito têm aguentado e o Helton.
Como eu ouvi algures, não sei se foi na televisão ou se li num blog, mas concordo totalmente: Ser Porto não é só andar pelo instagram a colocar fotos e dizer "Somos Porto". É muito mais do que isso. E olho para equipa e vejo muito pouco PORTO e muita desmotivação. Não sei se a culpa é do treinador, se é dos extremos que são fracos, se é do roupeiro, não sei. Interessa-me é que isto mude rapidamente, que se levantem e comecem a jogar.

Vamos para o Tetra!!!!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Trabalhando...

Nota Mental

Não ir almoçar e deixar carro na rua com a chave na ignição!!!

Qual Messi....

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

It's Not Going To Stop Til You Wise Up

Hoje deu-me para reviver esta música. Aimee Mann na quinta-feira estará na Casa da Música

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Ai.....

Chamo a vossa atenção para o minuto 2:00 e para a expressão do Rui Veloso :)

terça-feira, 29 de outubro de 2013

1 ano.

1 ano se passou desde que fomos papás. O tempo voou mas a verdade é que temos tentado aproveitar cada minuto do nosso príncipe. Somos uns papás sortudos. E estamos a construir uma família linda, que é o meu orgulho. Claro que também há momentos cansativos, mas o sorriso, a alegria contagiante do nosso bebé vale por tudo. 

Obrigada por fazeres parte da minha vida FM, és o melhor namorado e o melhor pai do mundo. Amo-te.

[E a lamechice termina aqui. Prometo. ;)]

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Uma Senhora...

Não sei quem é esta senhora, lá em casa dizem-me que ela é um bocado limitada, mas até achei que ela falou bem.... concordo com grande parte do que ela disse. Apenas não quero ver lisboa arder, até porque vou lá estar esta semana e acho uma cidade muito bonita.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Ohhhhh Mãe...

...acho que alguém fez asneirinhas.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Arrepiante!!



Roubado daqui

Bom Dia

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Um Plantel de Futebol em Casa

Isto não é verdade, pois não?! Eles lá para as arábias não devem saber contar. Ninguém está grávida de 13 filhos!!!! Como é possível?! Vai ficar com 20 filhos?!

Modern Family

É assustador para quem viu as temporadas anteriores de Modern Family, ver agora esta quinta temporada e verificar que os miúdos que existiam na primeira temporada desapareceram e hoje são adolescentes. Os anos passam!!! E a voz do Manny Delgado?! O Chavalo mudou completamente a voz, parece que nem é ele ou que é dobrado...

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

It Crowd

Ai a Minha Vida...

Eu peço desculpa às pessoas mais sensiveis, mas vou ter que dizer uns palavrões...é nesta altura que fecham esta página.

Eu estou para lá de fodido com o meu Porto!!! Não joga um caralho (na maior parte do tempo) e já começo a ter saudades do Vítor Pereira.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

The Winner Of Today is... #1

Eu.....eu...estou sem palavras. 
Vou começar uma nova rubrica neste espaço em que vou mostrar a estupidez que anda por este mundo e me "vem parar às mãos", normalmente pelos jornais.

O vencedor de hoje, do prémio estupidez extrema é........um casal que decide fazer sexo numa linha de comboio. Ela morre e ele fica sem pernas!!! 

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Ainda as Eleições

Really?!? Fucking Really? Isto aconteceu mesmo? Começo a achar que cada um tem aquilo que merece e neste caso os habitantes de Oeiras...têm o Isaltino e a sua escumalha!

Balanço das Eleições


O "queimado" ganhou na chamusca. Recomendo aos bombeiros estarem de prevenção porque algo não me parece bem.

Por fim não entendo como é que este Senhor não ganhou as eleições  para a Câmara de Gaia. Não entendo.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Recomeçaram... Ohhh YEAH!



Sexta-feira

Ontem estive finalmente a jogar PES online na PS3, ao final de muitos meses. Não me lembro da última vez que joguei, mas parecia que nunca tinha deixado de jogar. As jogadas ainda saíam naturalmente. 
Agora que o baby D é mais crescido, temos afinado a nossa rotina e consigo chegar ao fim do dia sem o cansaço extremo que faz parte dos primeiros meses de uma criança. 
Ontem consegui ver as minhas duas séries que ando a ver e ainda ao final da noite, jogar 3 jogos online para "destressar". Normalmente perco mais jogos do que ganho, e normalmente fico bastante chateado, mas é exactamente para isso que aquilo serve, para me tirar as más energias, para aliviar o stress, por isso convém estar sozinho a jogar aquilo porque normalmente fico um pouco irritado, mas passa logo....

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Fun!!!


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Tempo de antena.

Um minuto de antena para mim neste cantinho, apenas para dizer que te amo FM!

Pronto e era isto.

Com licença sim? E desculpe lá o incómodo.

True


Faz Todo Sentido!

"Remember, mondays are fine. It's your life that sucks"

Ricky Gervais

Boa Semana

Não gosto de falar de politica, mas acho que é mesmo necessário. Apesar de não concordar nem gostar deste homem, ele disse a pura da verdade sobre o Menezes e a sua candidatura para o Porto. É isto que eu penso. E por se tratar da minha cidade, apesar de votar na Maia, o Porto há de ser sempre a minha cidade!

domingo, 22 de setembro de 2013

Masters of Sex

Não estou a falar de mim :)
É apenas o titulo de uma nova série da Showtime que vai estrear para a semana nos estates. Confesso que fiquei com curiosidade para ver.
Californication, Sameless, Dexter, Homeland entre outros,  são todas da Showtime por isso, estou expectante que seja uma boa série!

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Muito Bom!!!!

O que passa pela cabeça de uma alma iluminada destas para fazer uma partida destas?! Espectacular!

Fim de Semana

Isto de ser pai é uma aprendizagem todos os dias. Hoje foi dia de ser eu a deixar o baby D. nos avós. Hoje ele já compreende quando o deixamos e vimos embora. Não chorou, mas fez uma cara que me custou horrores vir embora e deixa-lo.
Não vejo a hora de o ir buscar.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Mission Failed!

Começo a ficar fodido chateado com facto de ainda não ter conseguido ir a nenhum jogo no Dragão.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Plano de Resgate

Amanhã tenho um casamento às quatro horas (não é o meu) e tenho o mágico Porto às 20:15 no Dragão.

Objectivo: Ir ao Dragão ver o Mágico Porto

Estratégia: Sair do casamento por volta das 19:00 com o motivo de ir levar o Baby D. à avó para jantar e dormir e pirar-me para o Dragão para ver o mágico Porto, deixar a ML no casamento e depois do Porto voltar para a festa, aproveitar para comer qualquer coisita :)

Bom Fim de Semana!!!!!!

Hoje Sim, É SEXTA!!!!

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

King of Nothing

Grande Manuel!!!

Isto não é sobre futebol, é muito mais do que isso. E quem não perceber isso não percebe nada!!!

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Reflektor

Confesso que ainda não encaixei este novo tema dos Arcade Fire, que muitos consideram ser a melhor canção de 2013.
Não estou a dizer que não gosto. Ainda só ouvi uma vez, mas estranhei!!! 

Já É Sexta-feira?

Ai que sossego. Não há nada como estar sozinho numa mesa de 6 pessoas. toda gente para fora e eu na paz do senhor..Mesmo assim tenho mais 40 pessoas no open space, mas nesta mesa reina a calma, o que me deixa muito mais concentrado para o meu trabalho e sem ninguém a interromper de 5 em 5m a perguntar como se faz algo ou o que deve fazer com determinado problema que aparece. 

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Baby D, Prepara-te!!!

10?!

10 temporada??? Não está na altura de acabar?

Boa Semana

As mulheres têm uma tendência que eu acho que lhes é natural, nem é por mal, que é de tentar fazer os homens sentirem-se mal até com o que dizem...seja uma  crítica que lhes é feita ou outra coisa qualquer.

Faz-me lembrar a caricatura do marido que chega a casa e pergunta a mulher se pode ir sair com os amigos e ela responde "faz como quiseres, tu é que sabes", como que a dizer já foste!!

O segredo  para ignorar estas façanhas das mulheres está em ter a consciência tranquila, ser justo no que se diz e perceber esse mesmo truque.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Lindo!

Força grande Porto, estou apaixonado
Contigo eu vou a todo o lado.
Orgulho tripeiro,
Raça de Dragão,
Força grande Porto vais ser campeão.

Quem os viu na madeira a festejar
Pensavam que tudo iam ganhar
Reservaram o Marquês mas depois
Perderam tudo aos 92!



Muito Bom

Roubado daqui.
 

Publicidade

Se há coisa que eu não gosto é de Publicidade, ao contrário do meu filho que fica vidrado nos anúncios da televisão. Não gosto de publicidade que nos querem obrigar a ver. Uma coisa é ter publicidade num cartaz, num anúncio de televisão. Outra coisa é ter publicidade descarada em séries, ou outros programas de televisão. Eu sei que cada vez mais se torna hábito, a televisão tornou-se uma indústria e é necessário rentabilizar os programas e etc., mas cá em Portugal, para além dos programas (na sua maioria, não todos) de ficção serem bastante maus, a publicidade é descarada, é encaixada de uma maneira tão pouco subtil, tão denunciado que me dá náuseas. 

Outro meio de publicidade que não aguento é a publicidade nos blogs. Não me refiro a publicidade "estática" que está num banner tipo google adWords, ou algo desse género. Isso mais uma vez, olha quem quer. Quem não quiser não olha. Refiro-me aos blogs que, legitimamente, são recompensados, de alguma maneira, por alguma marca comercial e de repente passam a fazer posts constantes a publicitar marcas etc.. Eu entendo perfeitamente quem o faz. Os blogs têm um certo número de visitas, e quem o faz acaba por receber uns trocos, ou algum produto em troca de uns posts elogiosos. É quase como o Cristiano Ronaldo fazer publicidade à Linic e à "oleosidade". Mas a verdade é que já deixei de ler imensos blogs por causa desses posts constantes que irritam, tal como o facebook sempre a sugerir páginas da net viagens ou catano!!!

Já é Sexta-feira!

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

A Sério?!

Será que ainda há partidos com pessoas minimamente capazes? Esta é uma das muitas razões que me levaram a nunca votar no Bloco de Esquerda. O país todo fodido e aquelas duas gajas vêm falar da problemática conjuntural do piropo? 
Para já gostava de ter uma perspectiva das duas senhoras  que iniciaram a discussão para ter uma noção da quantidade de piropos que receberam na vida. Se calhar elas sentem-se mal e pretendem é a obrigatoriedade do piropo, talvez assim consigam elevar a sua auto estima.
É para isto que serve o bloco de esquerda? Então mais vale mesmo acabar...

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Já Se Ouve Por Aqui...

E estou a Gostar!!!
Arctic Monkeys - AM

Surreal!!!!

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

I'm Fucking Back!

Escusava era também de estar de volta ao trabalho. Estava bem melhor de férias!!
Custou (está a custar) tanto...Vou ter que arranjar maneira de ganhar o euromilhões!

Boa semana pessoas!

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Why'd You Only Call Me When You're High?!

Sim, ainda cá estou. Os meus inexistentes posts devem-se à minha pouquíssima vontade de escrever, ou sequer estar em frente a um computador que não seja para ver as minhas séries e ouvir a minha musica. 
As férias estão já aí. Quarta às 19h conto estar de férias. Se tudo correr bem sábado rumo ao sul, para não fazer nenhum, apenas Mulher, Filho, sol, água, livros e música!!!! São as minhas prioridades para estas férias. Ando tão cansado, a precisar tanto destas férias que cada dia que falta para quarta-feira parecem semanas, meses... já não me consigo concentrar. Os últimos meses no trabalho têm sido puxadotes e estas semanas com toda gente de férias e eu ter que ficar a aguentar o barco está a ser mais difícil do que esperado, mesmo quando a tarefa é cumprida, cansa e sai-me do corpo!!!
Ver as pessoas a irem de férias custa. ainda mais custa ver  as pessoas a voltarem de férias cheias de força e disposição para arregaçar mangas. Não é por maldade. É pura inveja, confesso. A partir de quinta vou inundar o facebook, instagram, blogger e afins de fotos a entrar na praia, a sair da praia, etc. etc..

Acho este novo videoclip dos arctic monkeys muito conseguido, assim como a música, mas fez-me ter um flashback e recordar as minhas fases de loucura em que fazia coisas muito parecidas com as do video.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Uma Lição

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Concerto de Hoje

Às Vezes Tenho Vergonha de Viver em Portugal

O mundo está a ficar completamente avariado...

Segundo reza a história dois trabalhadores de uma transportadora tiveram um despiste, tombaram um camião, coisa pouca. Veio-se a provar que o motorista tinha 1,79g/L e o acompanhante tinha 2,3g/L de algcool no sangue. Claro está que foram despedidos. 
Pois bem, o Tribunal do Porto veio dizer que a empresa é obrigada a readmitir os gajos que foram trabalhar bêbados e pior ainda, diz "o trabalhador pode esquecer as agruras da vida com o álcool e empenhar-se muito mais a lançar frigoríficos sobre camiões". Espectáculo!!!! Portanto meus amigos, toca a ir trabalhar com uns copos a mais que a entidade empregadora agradece, muito mais quando se anda na estrada. É do melhor!!!

quarta-feira, 31 de julho de 2013

terça-feira, 30 de julho de 2013

Concerto de Hoje

Miguel Gonçalves

Esse cromo....Estou a falar do "idealista revolucionário de Braga".
Não me vou alongar sobre a personagem que é no mínimo caricata. Desde que ele foi pago para dar umas palestras aqui na empresa que ele tem sido usado como chacota todo o santo dia, toda a santa hora. Ele e as suas sábias palavras. 
Aqui fica o link com as suas frases preferidas para serem usadas no dia-a-dia.


Ahhh.. Se quiserem ver uma palestra do homem é só juntar estas frases de forma mais ou menos aleatória e têm uma palestra de uma horita...

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Concerto de Hoje

O "Nosso" desGoverno


Durante dois anos não se conseguiu atingir uma meta, nem acertar uma previsão. Nem consolidação orçamental, nem reforma do Estado, nem reformas estruturais, nem austeridade nos sítios certos. Mas tivemos desemprego, recessão, emigração e impostos com fartura.
Tão verdade!!!!!

BE

O Bloco de Esquerda anda a perder tudo de bom que lhe resta. Depois de ter perdido a Joana Amaral Dias...

...vai perder a Ana Drago, pelo menos da bancada parlamentar.
Resta-me perguntar o que é que fica a sobrar no Bloco de Esquerda?! É que fora estas duas atracções visuais, não vejo lá nada que se aproveite, podem fechar portas!

domingo, 28 de julho de 2013

Concerto de Hoje

Back Home

Para o Baby D

sábado, 27 de julho de 2013

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Concerto de Hoje

É Caso Para Dizer....."Do Caralho"!!!!

Que Boss!!!
 

Tainted love

A Senhora devia passar à próxima fase do concurso. A arte do varão não é para qualquer uma...

quinta-feira, 25 de julho de 2013

1000!


E antes que o mister FM me expulse definitivamente deste espaço, aqui estou eu para marcar a publicação do post número 1000! Mil! M-I-L!

Parabéns a nós FM e a toda a malta fixe que ao longo destes anos nos aturam os devaneios, as maluqueiras, e as loucuras. 
Eu juro, eu prometo que vou fazer "trinta por uma linha" para voltar a escrever posts tão bons e tão inspirados como, por exemplo, o meu primeiro post neste mundo que é o Time to Spend e que é a blogosfera em geral!

Atentem à profundidade da coisa: Primeiro post da ML de todo o sempre!

[Que saudades, do tempo em que eu tinha tempo...]

terça-feira, 23 de julho de 2013

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Concerto de Hoje

Como Diz o Meu Sogro....

Por mim os dentistas acabavam na falência....

Não é que hoje, sem perceber bem o porquê o gajo, por acaso é portista logo é boa pessoa, resolveu dar-me uma dose para cavalo de anestesia, que estive desde as 09:00 até agorinha a babar-me que nem um velho ao ver uma catraia... Consegui babar-me mais do que o meu filho!!! E olhem que não é fácil!
Os meus colegas chegaram a perguntar se tinha tido um AVC.



Catraia  - Não sei se o termo é aqui da invicta, mas quer dizer Menina, Moça...

Raios Partam o Feedly!!!

O feedly é estranho e obriga-me a passar por situações...embaraçosas. No meu feedly tenho uma pasta com blogs... de gajas. Nada de pornográfico, mas tipo "E Deus Criou a Mulher" e outros do género. Quem frequenta esses blogs sabe que normalmente as fotografias que lá aparecem têm muita pouca roupa incluída.
Acontece que o estúpido do feedly, quando marco uma pasta como toda lida, salta para a seguinte sem eu lhe mandar...ora aqui na empresa não dá muito jeito que essas fotos sejam mostradas assim no meu PC, sem eu mandar.

O Que Aqueles bois Andam a Fazer ao País


domingo, 21 de julho de 2013

sábado, 20 de julho de 2013

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Não Se Faz!!!

As Fotos que a Heidi Klum anda a colocar no instagram e twitter....

Concerto de Hoje

Sweet Baby Jesus, Hank is Going to Hell

Hoje relembrei ao falar com colegas esta brilhante cena de televisão!!! 

quinta-feira, 18 de julho de 2013

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Concerto de Hoje

Concerto de Hoje

Que Capa É Esta?

Mas alguém está interessado no buraco da Ministra?! Se ainda fosse algo de jeito...

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Princesa: 'You've got to find what you love'


"I am honored to be with you today at your commencement from one of the finest universities in the world. I never graduated from college. Truth be told, this is the closest I've ever gotten to a college graduation. Today I want to tell you three stories from my life. That's it. No big deal. Just three stories.
The first story is about connecting the dots.
I dropped out of Reed College after the first 6 months, but then stayed around as a drop-in for another 18 months or so before I really quit. So why did I drop out?
It started before I was born. My biological mother was a young, unwed college graduate student, and she decided to put me up for adoption. She felt very strongly that I should be adopted by college graduates, so everything was all set for me to be adopted at birth by a lawyer and his wife. Except that when I popped out they decided at the last minute that they really wanted a girl. So my parents, who were on a waiting list, got a call in the middle of the night asking: "We have an unexpected baby boy; do you want him?" They said: "Of course." My biological mother later found out that my mother had never graduated from college and that my father had never graduated from high school. She refused to sign the final adoption papers. She only relented a few months later when my parents promised that I would someday go to college.
And 17 years later I did go to college. But I naively chose a college that was almost as expensive as Stanford, and all of my working-class parents' savings were being spent on my college tuition. After six months, I couldn't see the value in it. I had no idea what I wanted to do with my life and no idea how college was going to help me figure it out. And here I was spending all of the money my parents had saved their entire life. So I decided to drop out and trust that it would all work out OK. It was pretty scary at the time, but looking back it was one of the best decisions I ever made. The minute I dropped out I could stop taking the required classes that didn't interest me, and begin dropping in on the ones that looked interesting.
It wasn't all romantic. I didn't have a dorm room, so I slept on the floor in friends' rooms, I returned coke bottles for the 5¢ deposits to buy food with, and I would walk the 7 miles across town every Sunday night to get one good meal a week at the Hare Krishna temple. I loved it. And much of what I stumbled into by following my curiosity and intuition turned out to be priceless later on. Let me give you one example:
Reed College at that time offered perhaps the best calligraphy instruction in the country. Throughout the campus every poster, every label on every drawer, was beautifully hand calligraphed. Because I had dropped out and didn't have to take the normal classes, I decided to take a calligraphy class to learn how to do this. I learned about serif and san serif typefaces, about varying the amount of space between different letter combinations, about what makes great typography great. It was beautiful, historical, artistically subtle in a way that science can't capture, and I found it fascinating.
None of this had even a hope of any practical application in my life. But ten years later, when we were designing the first Macintosh computer, it all came back to me. And we designed it all into the Mac. It was the first computer with beautiful typography. If I had never dropped in on that single course in college, the Mac would have never had multiple typefaces or proportionally spaced fonts. And since Windows just copied the Mac, it's likely that no personal computer would have them. If I had never dropped out, I would have never dropped in on this calligraphy class, and personal computers might not have the wonderful typography that they do. Of course it was impossible to connect the dots looking forward when I was in college. But it was very, very clear looking backwards ten years later.
Again, you can't connect the dots looking forward; you can only connect them looking backwards. So you have to trust that the dots will somehow connect in your future. You have to trust in something — your gut, destiny, life, karma, whatever. This approach has never let me down, and it has made all the difference in my life.
My second story is about love and loss.
I was lucky — I found what I loved to do early in life. Woz and I started Apple in my parents garage when I was 20. We worked hard, and in 10 years Apple had grown from just the two of us in a garage into a $2 billion company with over 4000 employees. We had just released our finest creation — the Macintosh — a year earlier, and I had just turned 30. And then I got fired. How can you get fired from a company you started? Well, as Apple grew we hired someone who I thought was very talented to run the company with me, and for the first year or so things went well. But then our visions of the future began to diverge and eventually we had a falling out. When we did, our Board of Directors sided with him. So at 30 I was out. And very publicly out. What had been the focus of my entire adult life was gone, and it was devastating.
I really didn't know what to do for a few months. I felt that I had let the previous generation of entrepreneurs down - that I had dropped the baton as it was being passed to me. I met with David Packard and Bob Noyce and tried to apologize for screwing up so badly. I was a very public failure, and I even thought about running away from the valley. But something slowly began to dawn on me — I still loved what I did. The turn of events at Apple had not changed that one bit. I had been rejected, but I was still in love. And so I decided to start over.
I didn't see it then, but it turned out that getting fired from Apple was the best thing that could have ever happened to me. The heaviness of being successful was replaced by the lightness of being a beginner again, less sure about everything. It freed me to enter one of the most creative periods of my life.
During the next five years, I started a company named NeXT, another company named Pixar, and fell in love with an amazing woman who would become my wife. Pixar went on to create the worlds first computer animated feature film, Toy Story, and is now the most successful animation studio in the world. In a remarkable turn of events, Apple bought NeXT, I returned to Apple, and the technology we developed at NeXT is at the heart of Apple's current renaissance. And Laurene and I have a wonderful family together.
I'm pretty sure none of this would have happened if I hadn't been fired from Apple. It was awful tasting medicine, but I guess the patient needed it. Sometimes life hits you in the head with a brick. Don't lose faith. I'm convinced that the only thing that kept me going was that I loved what I did. You've got to find what you love. And that is as true for your work as it is for your lovers. Your work is going to fill a large part of your life, and the only way to be truly satisfied is to do what you believe is great work. And the only way to do great work is to love what you do. If you haven't found it yet, keep looking. Don't settle. As with all matters of the heart, you'll know when you find it. And, like any great relationship, it just gets better and better as the years roll on. So keep looking until you find it. Don't settle.
My third story is about death.
When I was 17, I read a quote that went something like: "If you live each day as if it was your last, someday you'll most certainly be right." It made an impression on me, and since then, for the past 33 years, I have looked in the mirror every morning and asked myself: "If today were the last day of my life, would I want to do what I am about to do today?" And whenever the answer has been "No" for too many days in a row, I know I need to change something.
Remembering that I'll be dead soon is the most important tool I've ever encountered to help me make the big choices in life. Because almost everything — all external expectations, all pride, all fear of embarrassment or failure - these things just fall away in the face of death, leaving only what is truly important. Remembering that you are going to die is the best way I know to avoid the trap of thinking you have something to lose. You are already naked. There is no reason not to follow your heart.
About a year ago I was diagnosed with cancer. I had a scan at 7:30 in the morning, and it clearly showed a tumor on my pancreas. I didn't even know what a pancreas was. The doctors told me this was almost certainly a type of cancer that is incurable, and that I should expect to live no longer than three to six months. My doctor advised me to go home and get my affairs in order, which is doctor's code for prepare to die. It means to try to tell your kids everything you thought you'd have the next 10 years to tell them in just a few months. It means to make sure everything is buttoned up so that it will be as easy as possible for your family. It means to say your goodbyes.
I lived with that diagnosis all day. Later that evening I had a biopsy, where they stuck an endoscope down my throat, through my stomach and into my intestines, put a needle into my pancreas and got a few cells from the tumor. I was sedated, but my wife, who was there, told me that when they viewed the cells under a microscope the doctors started crying because it turned out to be a very rare form of pancreatic cancer that is curable with surgery. I had the surgery and I'm fine now.
This was the closest I've been to facing death, and I hope it's the closest I get for a few more decades. Having lived through it, I can now say this to you with a bit more certainty than when death was a useful but purely intellectual concept:
No one wants to die. Even people who want to go to heaven don't want to die to get there. And yet death is the destination we all share. No one has ever escaped it. And that is as it should be, because Death is very likely the single best invention of Life. It is Life's change agent. It clears out the old to make way for the new. Right now the new is you, but someday not too long from now, you will gradually become the old and be cleared away. Sorry to be so dramatic, but it is quite true.
Your time is limited, so don't waste it living someone else's life. Don't be trapped by dogma — which is living with the results of other people's thinking. Don't let the noise of others' opinions drown out your own inner voice. And most important, have the courage to follow your heart and intuition. They somehow already know what you truly want to become. Everything else is secondary.
When I was young, there was an amazing publication called The Whole Earth Catalog, which was one of the bibles of my generation. It was created by a fellow named Stewart Brand not far from here in Menlo Park, and he brought it to life with his poetic touch. This was in the late 1960's, before personal computers and desktop publishing, so it was all made with typewriters, scissors, and polaroid cameras. It was sort of like Google in paperback form, 35 years before Google came along: it was idealistic, and overflowing with neat tools and great notions.
Stewart and his team put out several issues of The Whole Earth Catalog, and then when it had run its course, they put out a final issue. It was the mid-1970s, and I was your age. On the back cover of their final issue was a photograph of an early morning country road, the kind you might find yourself hitchhiking on if you were so adventurous. Beneath it were the words: "Stay Hungry. Stay Foolish." It was their farewell message as they signed off. Stay Hungry. Stay Foolish. And I have always wished that for myself. And now, as you graduate to begin anew, I wish that for you.
Stay Hungry. Stay Foolish.
Thank you all very much."

sábado, 13 de julho de 2013

sexta-feira, 12 de julho de 2013

quarta-feira, 10 de julho de 2013

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Ainda Sou do Tempo

Em que a ML punha aqui muita foto da Ana Beatriz Barros e da Adriana Lima... oh oh!!!

Outra Vez Segunda-feira!!!!

Como a Princesa ML já disse e eu também, este fim de semana fomos ao cinema. Aliás, este fim de semana vi dois filmes, o que é coisa para lá de rara nos últimos tempos. 
Fomos ver ao cinema o "Before Midnight" e vi em casa no domingo à noite o "Fast and Furious 6". O primeiro era um filme que queria muito ver. O segundo foi um daqueles filmes bom para desligar o cérebro e ficar no sofá a ver acção, muito pouco realista, mas que deu para entreter com os efeitos especiais. É o que dá não haver futebol para ver :-)

Before Midnight é o terceiro filme da saga do Jesse e Celine. Acho que a ML fez um retrato perfeito do filme, e das nossas expectativas em relação a ele. Eu e a ML passamos o filme a dizer um ao outro "Vês?! Não sou só eu a pensar assim" ou "Pareces tu...". 
Mas a frase mais acertada de todo o filme é quando a personagem de Ethan Hawke diz que a única altura em que somos realmente donos de nós mesmos e independentes é quando saímos de casa dos nossos pais e antes de casarmos ou irmos viver com alguém. Eu vivi sozinho...acho que 4 anos. Acho que todos deveriam viver uma fase dessas, deveriam viver sozinhos, mas realmente sozinhos. Sem namoradas nem namorados, pelo menos fixos :-) É uma experiência de vida fantástica. É o mais perto que se pode chegar da liberdade completa. Eu nessa fase fazia literalmente o que queria da minha vida. Claro que já trabalhava e trabalhava que nem um cão, tinha as minhas responsabilidades, mas na minha casa, naquele meu espaço eu era o rei e ninguém questionava as minhas decisões. A não ser quando dei alojamento a um gato selvagem...aí tive uns problemas com esse inquilino.
Não me estou a queixar da minha vida actual. Muito pelo contrário. Eu estou muito feliz com o meu relacionamento e com a minha vida, mas acho que toda gente deveria passar por essa experiência. Cresce-se muito. Mas também é preciso muito cuidado...a independência a mais torna os relacionamentos futuros muito mais difíceis. Habituamos-nos a essa independência e não é tão fácil ceder o nosso espaço novamente. 

sábado, 6 de julho de 2013

Cinema

Finalmente viemos ao cinema.. Baby D ficou com a avó

Almoço Maravilha

D Vai à Piscina

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Falem a Sério...

Sempre me ensinaram a não brincar com as crenças dos outros. Por isso acho isto demasiado irónico e provocatório....vá ridículo. O Vale e Azevedo nomeado  sacristão?! Mas está tudo louco??? O Homem que enganou meio mundo e ainda conta enganar o resto do mundo?! Cuidado com a caixa das esmolas, parece que o estou a ver a desviar o dinheiro. 
Quer dizer, anda o Vaticano atrás de corruptos e aldrabões e "estão a contratar" aldrabões já catedráticos...
Eu até acho que o homem tem sofrido bastante, não demasiado. Acho que o país e a nossa triste justiça realmente tem um comportamento com ele que não têm com outros como ele (valentins, felgueiras e outros isaltinos). Não é com ele que a justiça se porta mal, mas sim com os outros que andam cá fora ou estando lá dentro brincam com este país. O Vale deve ter chateado quem não devia... 
Mas agora está tudo resolvido, ele vai encontrar a salvação.



Fresquinho

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Boas Noticias

"Beber um copo de quase meio litro de cerveja diariamente melhora o fluxo sanguíneo. A conclusão é de um estudo feio pela Universidade de Harokopio, em Atenas, publicado pelo "Daily Mail". A ingestão de cerveja é benéfica para a saúde porque as artérias tornam-se mais flexíveis algumas horas depois da ingestão da bebida. Na pesquisa, os investigadores verificaram que após a ingestão de 0,4 litros de cerveja o fluxo sanguíneo, dirigido ao coração, era em maior quantidade do que no caso das bebidas não alcoólicas. O estudo foi realizado com 17 homens não fumadores, entre os 20 e os 30 anos."

Um estudo super credível com 17 homens...não 17 mil, mas 17!!!

How I Saw The Cidade Invicta

terça-feira, 2 de julho de 2013

Espaço


segunda-feira, 1 de julho de 2013

Boa Semana

O aspecto do Raul Meireles e a sua esposa é no mínimo excêntrico.

domingo, 30 de junho de 2013

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Fantástico.

Não percam este momento...Que grande surpresa no America’s Got Talent (por volta dos 2minutos...)
 

terça-feira, 25 de junho de 2013

Boa Noite!

Música desta noite, que me acompanha durante um serão de trabalho...

Quente

domingo, 23 de junho de 2013

Porto

sábado, 22 de junho de 2013

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Bom São João

Eu gosto muito de Música, todo ou quase todos os estilos de música, mas a verdade é que a música deve ser filha de portugueses, porque a verdade é que acho que ela também está em crise. 

Eu gosto de ficar pasmado com um álbum que saia. Gosto de ouvir um álbum acabadinho de sair e ficar viciado nele como fiquei quando ouvi os primeiros acordes do Smash dos Offspring, ou tantos outros. Isso não tem acontecido. Nem pelas bandas enormes que já têm uma grande carreira, nem pelas que estão a começar. Aliás, o que tenho ouvido de melhor, são bandas relativamente recentes, ou pelo menos desconhecidas do grande público e que me têm surpreendido. 
A verdade é que sites como o Last.fm, 8tracks ou grooveshark têm contribuído bastante para eu alargar horizontes e conhecer novas bandas. 
Eu tenho o scrobbler do last.fm sempre instalado no meu computador, tablet e telemóveis. Basicamente sempre que ouço música esse scrobbler descarregar informação que músicas ouço, ao ponto de ter mais de 50 mil músicas ouvidas nos últimos. Com isto o Last.fm aconselha-me vizinhos com gostos semelhantes e eu posso ver o que eles mais ouvem, conhecer bandas. Se o vizinho polaco ou inglês ouve 9 das 10 bandas que mais ouço e também ouve uma banda que nunca ouvi falar, eu vou sacar esse album ou ouvir no grooveshark para ver que tal é...e tenho apanhado algumas boas surpresas.
Eu continuo a achar que não tem saído grandes álbuns, mas a industria que anda à volta da música, nomeadamente a Internet, têm sido fantásticos para a divulgação de bandas que de outra forma dificilmente ouviria.


Aproveito para deixar um trailer do novo filme que irá sair sobre Steve Jobs.. quero ver porque a verdade é que a personagem me fascina, mesmo que ainda não tenha acabado de ler a bibliografia do homem.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Grande Perda!!!


Obrigado Rui Rio

... como eu li no facebook, era enfiar-te uma embalagem de mokambo pelo recto (ou reto com o novo acordo) acima, eu até diria mais, era enfiar-te uma bilha de gás que ficavas com um andar novo.
Já sei que a minha queridissima ML não concorda comigo mas a verdade é que ao armar-se mais papista que o papa, acabou por tirar o feriado a muita gente. 
O que me dizem é que ele fez cumprir a lei. Até dou de barato isso, mas também é verdade que mais nenhuma cidade do país o fez, nem acredito que faça e ninguém está a ver chegarem à beira dos excelentíssimos deputados da nossa assembleia e pedir explicações porque é que não foram trabalhar no dia 13 de Junho, já que não foi feriado nem foi dado tolerância. Rui Rio sabia disso perfeitamente mas no entanto quis dar uma de esperto. Já li que ele fez isso para não ter que pagar a mais aos funcionários que vão estar a trabalhar nas corridas da Boavista. não sei se será verdade, seja como for é triste. Conhecendo como conheço as empresas portuguesas estou à espera de um email que me diga que tenho que vir trabalhar segunda-feira já que não é feriado, ou até se calhar nem mandam email e estão a contar que venha. As empresas claro que se vão aproveitar disso, não todas porque há empresas com bom senso, mas há algumas que se vão aproveitar, não tenho dúvidas nenhumas. Resta saber se a minha será uma delas.
Se o Rui River estivesse quietinho e caladinho, tínhamos todos o feriado, estávamos todos contentes.

Pó caralho!!!


segunda-feira, 17 de junho de 2013

Coisas da ML

Quem é que faz uma cama e deixa um comando grande como tudo e uma garrafa de água das pedras por baixo dos lençóis?
Quem, Quem??? A ML!!!!

Mercado do Bom Sucesso


Eu gosto do Porto, amo o Porto e adoro vê-lo viver e crescer desta maneira que está acontecer. Se compararmos a animação, actividades culturais, até a própria noite que existe nas ruas do Porto hoje e há 10 anos atrás temos de admitir que estamos muito à frente do que estávamos, estamos a crescer e bem.

O mercado do bom sucesso é mais um desses exemplos. Confesso que estava muito céptico em relação às mudanças que se avizinhavam no mercado, com o fato de as lojistas que lá estavam terem saído, com o novo conceito, etc. A verdade é que o novo conceito me surpreendeu. Este domingo estive por lá e adorei. Tive pena de não ver o mercado, propriamente dito, mas o que vi gostei e recomendo. Tenho pena de já não passar a vida pela zona do bom sucesso. Fez-me lembrar o mercado San Miguel em Madrid. O Bom sucesso tem agora uma série de lojas, espalhadas pelo mercado e cada uma tem a sua especialidade, seja vinho, crepes, pasteis de nata, sushi, whatever. É uma zona de degustação, excelente para os fins de tarde depois do trabalho. Espero que o mercado do bom sucesso tenha muito bom sucesso que as pessoas adiram à ideia, porque eu espero frequentar muito. 

domingo, 16 de junho de 2013

Bom Domingo!!!

Esta é um pouco da minha visão de uma relação a dois...


"Desde que a Maria João e eu fizemos dez anos de casados que estou para escrever sobre o casamento. Depois caí na asneira de ler uns livros profissionais sobre o casamento e percebi que eu não percebo nada sobre o casamento.
Confesso que a minha ambição era a mais louca de todas: revelar os segredos de um casamento feliz. Tendo descoberto que são desaconselháveis os conselhos que ia dar, sou forçado a avisar que, quase de certeza, só funcionam no nosso casamento.
Mas vou dá-los à mesma, porque nunca se sabe e porque todos nós somos muito mais parecidos do que gostamos de pensar.
O casamento feliz não é nem um contrato nem uma relação. Relações temos nós com toda a gente. É uma criação. É criado por duas pessoas que se amam.
O nosso casamento é um filho. É um filho inteiramente dependente de nós. Se nós nos separarmos, ele morre. Mas não deixa de ser uma terceira entidade.
Quando esse filho é amado por ambos os casados - que cuidam dele como se cuida de um filho que vai crescendo -, o casamento é feliz. Não basta que os casados se amem um ao outro. Têm também de amar o casamento que criaram.
O nosso casamento é uma cultura secreta de hábitos, métodos e sistemas de comunicação. Todos foram criados do zero, a partir do material do eu e do tu originais.
Foram concordados, são desenvolvidos, são revistos, são alterados, esquecidos e discutidos. Mas um casamento feliz com dez anos, tal como um filho de dez anos, tem uma personalidade mais rica e mais bem sustentada, expressa e divertida do que um bebé com um ano de idade.
Eu só vivo desta maneira - que é o nosso casamento - vivendo com a Maria João, da maneira como estamos um com o outro, casados. Nada é exportável. Não há bocados do nosso casamento que eu possa levar comigo, caso ele acabe.
O casamento é um filho carente que dá mais prazer do que trabalho. Dá-se de comer ao bebé mas, felizmente, o organismo do bebé é que faz o trabalho dificílimo, embora automático, de converter essa comida em saúde e crescimento.
Também o casamento precisa de ser alimentado mas faz sozinho o aproveitamento do que lhe damos. Às vezes adoece e tem de ser tratado com cuidados especiais. Às vezes os casamentos têm de ir às urgências. Mas quanto mais crescem, menos emergências há e melhor sabemos lidar com elas.
Se calhar, os casais apaixonados que têm filhos também ganhariam em pensar no primeiro filho que têm como sendo o segundo. O filho mais velho é o casamento deles. É irmão mais velho do que nasce e ajuda a tratar dele. O bebé idealmente é amado e cuidado pela mãe, pelo pai e pelo casamento feliz dos pais.
Se o primeiro filho que nasce é considerado o primeiro, pode apagar o casamento ou substitui-lo. Os pais jovens - os homens e as mulheres - têm de tomar conta de ambos os filhos. Se a mãe está a tratar do filho em carne e osso, o pai, em vez de queixar-se da falta de atenção, deve tratar do mais velho: do casamento deles, mantendo-o romântico e atencioso.
Ao contrário dos outros filhos, o primeiro nunca sai de casa, está sempre lá. Vale a pena tratar dele. Em contrapartida, ao contrário dos outros filhos, desaparece para sempre com a maior das facilidades e as mais pequenas desatenções. O casamento feliz faz parte da família e faz bem a todos os que também fazem parte dela.
Os livros que li dão a ideia de que os casamentos felizes dão muito trabalho. Mas se dão muito trabalho como é que podem ser felizes? Os livros que li vêem o casamento como uma relação entre duas pessoas em que ambas transigem e transaccionam para continuarem juntas sem serem infelizes. Que grande chatice!
Quando vemos o trabalho que os filhos pequenos dão aos pais, parece-nos muito e mal pago, porque não estamos a receber nada em troca. Só vemos a despesa: o miúdo aos berros e a mãe aflita, a desfazer-se em mimos.
É a mesma coisa com os casamentos felizes. Os pais felizes reconhecem o trabalho que os filhos dão mas, regra geral, acham que vale a pena. Isto é, que ficaram a ganhar, por muito que tenham perdido. O que recebem do filho compensa o que lhe deram. E mais: também pensam que fizeram bem ao filho. Sacrificam-se mas sentem-se recompensados.
Num casamento feliz, cada um pensa que tem mais a perder do que o outro, caso o casamento desapareça. Sente que, se isso acontecer, fica sem nada. É do amor. Só perdeu o casamento deles, que eles criaram, mas sente que perdeu tudo: ela, o casamento deles e ele próprio, por já não se reconhecer sozinho, por já não saber quem é - ou querer estar com essa pessoa que ele é.
Se o casamento for pensado e vivido como uma troca vantajosa - tu dás-me isto e eu dou-te aquilo e ambos ficamos melhores do que se estivéssemos sozinhos -, até pode ser feliz, mas não é um casamento de amor.
Quando se ama, não se consegue pensar assim. E agora vem a parte em que se percebe que estes conselhos de nada valem - porque quando se ama e se é amado, é fácil ser-se feliz. É uma sorte estar-se casado com a pessoa que se ama, mesmo que ela não nos ame.
Ouvir um casado feliz a falar dos segredos de um casamento feliz é como ouvir um bilionário a explicar como é que se deve tomar conta de uma frota de aviões particulares - quantos e quais se devem comprar e quais as garrafas que se deve ter no bar, para agradar aos convidados.
Dirijo-me então às únicas pessoas que poderão aproveitar os meus conselhos: homens apaixonados pelas mulheres com quem estão casados.
E às mulheres apaixonadas pelos homens com quem estão casadas? Não tenho nada a dizer. Até porque a minha mulher continua a ser um mistério para mim. É um mistério que adoro, mas constitui uma ignorância especulativa quase total.
Assim chego ao primeiro conselho: os homens são homens e as mulheres são mulheres. A mulher pode ser muito amiga, mas não é um gajo. O marido pode ser muito amigo, mas não é uma amiga.
Nos livros profissionais, dizem que a única grande diferença entre homens e mulheres é a maneira como "lidam com o conflito": os homens evitam mais do que as mulheres. Fogem. Recolhem-se, preferem ficar calados.
Por acaso é verdade. Os livros podem ser da treta mas os homens são mais fugidios.
Em vez de lutar contra isso, o marido deve ceder a essa cobardia e recolher-se sempre que a discussão der para o torto. Não pode ser é de repente. Tem de discutir (dizê-las e ouvi-las) um bocadinho antes de fugir.
Não pode é sair de casa ou ir ter com outra pessoa. Deve ficar sozinho, calado, a fumegar e a sofrer. Ele prende-se ali para não dizer coisas más.
As más coisas ditas não se podem desdizer. Ficam ditas. São inesquecíveis. Ou, pior ainda, de se repetirem tanto, banalizam-se. Perdem força e, com essa força, perde-se muito mais.
As zangas passam porque são substituídas pela saudade. No momento da zanga, a solidão protege-nos de nós mesmos e das nossas mulheres. Mas pouco - ou muito - depois, a saudade e a solidão tornam-se insuportáveis e zangamo-nos com a própria zanga. Dantes estávamos apenas magoados. Agora continuamos magoados mas também estamos um bocadinho arrependidos e esperamos que ela também esteja um bocadinho.
Nunca podemos esconder os nossos sentimentos mas podemos esconder-nos até poder mostrá-los com gentileza e mágoa que queira mimo e não proclamação.
Consiste este segredo em esperar que o nosso amor por ela nos puxe e nos conduza. A tempestade passa, fica o orgulho mas, mesmo com o orgulho, lá aparece a saudade e a vontade de estar com ela e, sobretudo, empurrador, o tamanho do amor que lhe temos comparado com as dimensões tacanhas daquela raivinha ou mágoa. Ou comparando o que ganhamos em permanecer ali sozinhos com o que perdemos por não estar com ela.
Mas não se pode condescender ou disfarçar. Para haver respeito, temos de nos fazer respeitar. Tem de ficar tudo dito, exprimido com o devido amuo de parte a parte, até se tornar na conversa abençoada acerca de quem é que gosta menos do outro.
Há conflitos irresolúveis que chegam para ginasticar qualquer casal apaixonado sem ter de inventar outros. Assim como o primeiro dever do médico é não fazer mal ao doente, o primeiro cuidado de um casamento feliz é não inventar e acrescentar conflitos desnecessários.
No dia-a-dia, é preciso haver arenas designadas onde possamos marrar uns com os outros à vontade. No nosso caso, é a cozinha. Discutimos cada garfo, cada pitada de sal, cada lugar no frigorífico com desabrida selvajaria.
Carregamos a cozinha de significados substituídos - violentos mas saudáveis e, com um bocadinho de boa vontade, irreconhecíveis. Não sabemos o que representam as cores dos pratos nas discussões que desencadeiam. Alguma coisa má - competitiva, agressiva - há-de ser. Poderíamos saber, se nos déssemos ao trabalho, mas preferimos assim.
A cozinha está encarregada de representar os nossos conflitos profundos, permanentes e, se calhar, irresolúveis. Não interessa. Ela fornece-nos uma solução superficial e temporária - mas altamente satisfatória e renovável. Passando a porta da cozinha para irmos jantar, é como se o diabo tivesse ficado lá dentro.
Outro coliseu de carnificina autorizada, que mesmo os casais que não podem um com o outro têm prazer em frequentar, é o automóvel. Aí representamos, através da comodidade dos mapas e das estradas mesmo ali aos nossos pés, as nossas brigas primais acerca das nossas autonomias, direcções e autoridades para tomar decisões que nos afectam aos dois, blá blá blá.
Vendo bem, os casamentos felizes são muito mais dramáticos, violentos, divertidos e surpreendentes do que os infelizes. Nos casamentos infelizes é que pode haver, mantidas inteligentemente as distâncias, paz e sossego no lar."

MEC in Como é Linda a Puta da Vida