domingo, 20 de setembro de 2015

Pearl Jam - Chicago 1995

Na semana final de campanha, o partido neonazi grego Aurora Dourada fez uma afirmação insólita: aceitou a “responsabilidade política” do assassínio dorapper e activista de esquerda Pavlos Fyssas, quase exactamente no segundo aniversário da sua morte.
Às vezes tenho tanta vergonha do mundo em que vivemos. Não consigo entender o que passa pela cabeça das pessoas para entrarem por extremismos, sejam religiosos, políticos, ou de outra natureza.

Sem comentários:

Enviar um comentário